imagem

PRÓXIMO JOGO DIA: 19.01.2018
FC PORTO TONDELA // COMPETIÇÃO: liga

imagem
imagem


imagem



"O Ruído dos Indecentes - Parte 3 (especial fim de ano)"


imagem


Este passado ano de 2017 foi um ano pleno em novidades e em desilusões no que ao futebol diz respeito. O clube dos “sócios-organizados” conseguiu ser campeão, ainda que pouco ou nada tenha feito por isso. Isto pelo menos dentro dos relvados, já que fora dos mesmos a coisa é bastante diferente. Mas não foram apenas campeões, foram uns campeões da Treta ou Treta-Campeões. Mais, foi neste ano que finalmente ficamos a conhecer a cartilha e os cartilheiros, os padres e os vídeo-padres, os intermediários, os proxonetas, os pseudónimos, os avençados, os e-mails, as missas, em suma, todo um admirável mundo novo cuja descoberta deu sentido à verdadeira Treta que foram estes últimos anos.

Mas sobre estes bandalhos já lá vamos, primeiro falemos dos melhores, e os melhores são sem dúvida o dragão que vive dentro de cada portista e que Sérgio Conceição despertou. O FC Porto finalmente recuperou a raça e o espírito de luta e transcendência que tão bem caracteriza os nortenhos, e assim jogadores e adeptos respiram e emanam aquela confiança de sermos o melhor clube português, o que se traduz no imenso apoio vindo das bancadas e as sucessivas lotações esgotadas do nosso estádio. De facto, apesar do que outros dizem, não existe um caso de tão grande sucesso em Portugal e como tal seria uma questão de tempo até voltarmos ao nosso lugar natural. Sendo assim, se por um lado, ainda não temos nada ganho, por outro lado o balanço é muito positivo. Lideramos a 1ª e 2ª Liga, nos sub-19, sub-17 e sub-15, a equipa principal continua na luta em todas as frentes e nas modalidades ainda não fomos afastados de nenhuma competição.

Agora sobre os bandalhos do sul, o aqui designado de Al-Carnidão. Sobre eles não há muito a dizer, não passam de uns bandalhos sem qualquer pingo de vergonha, já sobre as suas acções temos material para escrever um novo Corão. Comecemos com as mais recentes. Durante o mês de Dezembro caíram na net todos os e-mails de Pedro Guerra e Paulo Gonçalves. Muitas ligações, novos intervenientes, esquemas e táticas de coacção foram descobertos mas o mais importante terá mesmo sido o fim da defesa destes tristes seres. Quanto à veracidade dos e-mails tudo ficou claro quando o pivô do programa “Prolongamento”, Sousa Martins, confrontou Pedro Guerra dizendo que viu e reconheceu e-mails que havia trocado com o próprio Guerra. Não muito depois estava o insuspeito “Trump de Loures”, vulgo André Ventura, a pedir desculpas por um dos e-mails que teria enviado ao mesmo Pedro Guerra e demais cartilheiros onde se podia ler que queria “partir a cara toda” a um seu colega de painel do programa “Pé em riste” da CMTV. O golpe final terá sido dado quanto uma prostituta brasileira, uma vez contactada pela mesma CMTV, confirmou a sua presença nos camarotes da Luz com Nuno Cabral, ex-árbitros e delegados da Liga.

Agora, enquanto os seus cartilheiros e avençados, estrategicamente colocados como “isentos” nas várias estações televisivas, clamam desesperadamente por uma imposição de cessar-fogo – “pacificação do futebol português”- Pedro Guerra e outros cabecilhas, perante o aperto em que se encontram, não têm outra escolha senão afirmar que alguns e-mails são falsos e que tudo isto é uma cabala muito bem montada (curiosamente num outro caso, a presidente da Raríssimas no mesmo dia viria a dizer precisamente a mesma coisa – a mente criminosa parece funcionar toda da mesma forma). Mais uma vez temos o Al-Carnidão a tentar passar um atestado de estupidez aos seus adeptos e a todos os portugueses, sugerindo que há alguém motivado e capaz o suficiente de introduzir num universo de mais de 6000 e-mails uma pequena porção de e-mails forjados contra eles.

Paremos um instante para refletir sobre isto. Será que eles mesmos não têm a noção do quão difícil será levar a cabo semelhante tarefa? Vejamos, admitindo que haverá de facto um “forjador”, essa pessoa em primeiro lugar teria que ter conhecimentos avançados de informática, ser capaz de invadir os e-mails de todas estas pessoas: cartilheiros, cabecilhas, árbitros, delegados da liga, ex-árbitros, ex-delegados da liga, funcionários e ex-funcionários da FPF, da Liga de Clubes, do Conselho de arbitragem e do TAD, funcionários e ex-funcionários de várias associações distritais de futebol, deputados da assembleia da República, funcionários e ex-funcionários do campus da justiça de Lisboa, firmas e escritórios de advogados e por fim serviços de prostitutas e supostas amantes dos árbitros). Após invadir todos estes endereços, o nosso forjador tinha que reunir todos os contactos e passwords de endereços oficiais e pessoais (onde está incluído os sms e a password do alarme da casa do presidente da FPF) e por fim saber introduzi-los nos servidores do Al-Carnidão e nos registos de e-mails enviados e recebidos de toda esta gente com data de envio e hora de recepção específicas. Mais, este nosso forjador, teria que ter conhecimento de como estas pessoas se conhecem e interagem no seu dia-a-dia, como comunicam e que expressões e linguagem utilizam nessas suas interacções, tem que saber as suas rotinas e agendas ao ponto de conhecer supostas amantes e tem ainda que fazer com que a tal porção de e-mails forjados se insira na perfeição no meio daquelas trocas de e-mails de forma a que se pareça parte das mesmas conversas e que tudo isto coincida com as datas específicas dos eventos ocorridos (como por exemplo as reuniões do CA para descida da nota de determinados árbitros ou ofertas de bilhetes e presenças de delegados e prostitutas nos camarotes da Luz) de forma a conseguir estabelecer um nexo causal entre os referidos e-mails e os factos de que temos conhecimento. Para acabar com as dúvidas, este nosso forjador teria ainda que convencer a CMTV a contactar uma senhora brasileira referida num dos e-mails da sua autoria assim como convencer a mesma a corroborar a troca destes e-mails afirmando que esteve com esses determinados intervenientes num dos camarotes da Luz.

Não sei se haverá alguém capaz de tal coisa mas uma coisa é certa, este nosso forjador terá feito um excelente trabalho já que o próprio advogado do Al-Carnidão, o experiente João Correia, quando confrontado com o conteúdo destes e-mails não se mostra muito convicto na inocência dos seus clientes e após um longo gaguejar, chegue mesmo a admitir que há margem para as suspeitas que foram lançadas.

Posto isto, a nova estratégia dos bandalhos da madrassa de Carnide passa pela vitimização. Agora já não contestam o conteúdo dos e-mails (só de alguns) mas fazem-se de vítimas pedindo a simpatia dos seus adeptos e “sócios organizados” pois os seus chefes de Estado estão a ser vítimas de devassa da vida privada. Ao mesmo tempo colocam em marcha uma operação que tão bem os caracteriza e que tão presente está na sua obscura e triste história. Tempos de desespero requerem medidas desesperadas e agora que a discussão quanto à veracidade do conteúdo dos e-mails está perdida, e como qualquer Estado que se quer ver livre da crítica e da oposição, o Al-Carnidão mais uma vez mergulha no seu próprio passado e recupera os instrumentos totalitários da opressão e da censura. Assim, com a ajuda dos seus amigos no DIAP, no ministério público, na PJ de Lisboa e do campus de justiça de Lisboa, o “querido líder” e o seu Al-Carnidão conseguem a autorização para eliminar as fontes difusoras de informação e notificar todos aqueles que acederam e/ou partilharam essa mesma informação. Como a história do século XX nos ensina, estas medidas de requinte totalitário, encerram em si dois objectivos essenciais: O primeiro passa por eliminar e retirar de circulação qualquer tipo de informação que possa ser usada contra o Estado que se quer todo incontestável e poderoso e assim, com a ajuda da propaganda nos meios de comunicação social, manter a sua população estúpida e ignorante. Em segundo lugar vem a repressão, na qual, este Estado em particular, tem vindo a notificar e ameaçar judicialmente todos aqueles, inclusive os seus fiéis seguidores, que simplesmente ousaram ler e tomar conhecimento das práticas e crimes que têm vindo a constituir o "modos operandi" deste estado totalitário que é o Al-Carnidão.

Mas nem por sombras esta imensa estrutura totalitária e neo-fascista está acabada. Como hoje podemos constatar, ainda conservam um imenso poder ora não fosse disso exemplo a confiança reiterada pela vermelhinha Liga de Clubes, presidida pelo sócio Pedro Proença, perante o escândalo de aliciamento de jogadores do Rio Ave por parte de agentes ligados ao Al-Carnidão. Até podem “não ter comprado o filho da puta do resultado” mas o que é certo é que venceram esse mesmo jogo à rasquinha e já não é a primeira vez que estas suspeitas são levantadas nos jogos deste Al-Carnidão, aliás basta ir ver os recentes jogos contra os califados de Al-Tondhela, Al-Resthelo, Al-Braga ou Al-Shetúbal e podemos estabelecer um padrão de equipas que curiosamente ano após ano têm sempre uma estranha quebra contra o Al-Carnidão. Mas depois de tudo isto, lá voltam eles com a estória do Apito Dourado (onde estão enterrados até ao pescoço) e dos importantíssimos empates contra o Estrela da Amadora e Beira-Mar que os Campeões da Liga Europa e futuros Campeões europeus do ano que se seguiria, precisaram para ganhar num campeonato em que ficaram com 11 pontos de vantagem sobre os bandalhos de que aqui se fala.

Com votos de um feliz ano de 2018 com muitas conquistas e alegrias espero ainda ver-vos a todos, os meus caríssimos leitores, nos Aliados festejando as vitórias do melhor clube de Portugal assim como a queda do Estado Lampiânico.

Dragão Inconveniente – 30/12/2017



VOLTAR PARA O BLOG



PARTILHAR ESTE POST




imagem




imagem


Este contador está actualizado e só será removido quando for feita justiça, assim esperamos.
404477 DRAGÕES QUE VISITARAM A NOSSA PÁGINA



imagem

RAÇA DE DRAGÃO © 2018 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

DEVELOPMENT: DSGDROPS® WEBHOSTING: DSGDROPSCLOUD©