Próximo jogo: Tondela vs FC Porto referente à 23.ª jornada da Liga sexta-feira dia 22 ás 21h15, no Estádio João Cardoso
Bem vindo Dragão, 23 de Fevereiro de 2019

Raça Dragão

Crónicas do Dragão

Injusto e Castigador, a deslocação do FC Porto a Guimarães não trouxe bons resultados na 20ª ronda da Liga NOS

Adicionado em: 05 de Fevereiro de 2019 // Fonte: Biba o Porto Carago

Imagem



A deslocação do FC Porto a Guimarães não trouxe bons resultados. O outro jogo da jornada entre candidatos também não correu da melhor forma para as pretensões dos campeões nacionais. Além disso, o terceiro classificado da tabela também venceu e, por tudo isto, o FC Porto viu a sua vantagem reduzida para três e quatro pontos em relação aos seus perseguidores.

Com o derby da segunda circular terminado, os azuis-e-brancos sabiam que só a vitória interessaria no seu jogo em Guimarães. Sérgio Conceição apostou no mesmo onze da jornada anterior. A equipa entrou no jogo muito bem, com dinâmica, com pujança e impondo um ritmo alto e alucinante.

O V. Guimarães defendeu como pôde e procurou atacar dentro das suas limitações, mas em todo o jogo, os vitorianos não foram capazes de criar uma oportunidade digna de registo. Pelo contrário, o FC Porto teve quase duas mãos para inaugurar o marcador, mas os seus jogadores não foram eficazes. Na hora de rematar à baliza, não o fizeram a preceito e deste modo se perdem dois pontos importantes, rumo ao bicampeonato. Foi injusto, mas castigador para a ineficácia dos campeões nacionais.

Só na primeira parte, registei um remate de Brahimi a rasar o poste, três oportunidades de Marega, sendo que duas delas foram flagrantes, e um remate de Soares à barra com estrondo. A bola teimava em não entrar e os minutos iam passando. O intervalo deixou uma sensação mista de frustração e revolta.

Na segunda parte, o V. Guimarães manteve-se fiel à estratégia defensiva, de bloco baixo e o FC Porto continuou a carregar, mas já sem a mesma frescura da primeira parte. Aliás, os Dragões revelaram-se pouco esclarecidos e com escassa lucidez para definir melhor no último passe.

Apesar de tudo, os campeões nacionais dispuseram de duas grandes oportunidades de golo. Uma por Marega que foi salva por Venâncio em cima da linha e outra por Corona a rematar na pequena área, com Douglas a fazer a mancha e a salvar, por instinto, um golo mais do que certo. O FC Porto ainda viu o árbitro anular um golo a Pepe, por pretenso fora-de-jogo.

Sérgio Conceição operou três substituições ao longo do segundo tempo. Brahimi foi rendido por Otávio, Fernando Andrade ocupou o lugar de Marega e Hernâni entrou para a vaga de Pepe. Apesar dos Dragões terem dado tudo por tudo, o resultado não sofreu alterações.

Em Guimarães ficaram dois pontos que vão definir se serão essenciais ou não para a revalidação do título. Notas de destaque para Marega que saiu lesionado e que deverá parar algum tempo e para a falta de eficácia do FC Porto que, em outras ocasiões, resolveu os jogos.

Os Dragões regressam à competição na próxima Sexta-feira, em Moreira de Cónegos, onde vão defrontar o Moreirense em jogo da 21ª Jornada da Liga NOS.



PARTILHAR PÁGINA

Raça Dragão - A vencer desde 1893 © 2017/2018
2+ Anos a oferecer conteúdos Portistas
Todos os direitos reservados

Nenhuma parte das publicações deste website podem ser reproduzidas, distribuídas ou transmitidas em todas as formas usando qualquer tipo de meio, incluíndo fotocópias, gravações ou outro tipo de uso electrónico, sem que para isso exista uma permissão por escrito dos donos desta plataforma, excepto em alguns casos de partilha permitida não comercial. Todos os dados desta plataforma estão protegidos pelas actuais leis em vigor. O Raça Dragão não aloja nenhum tipo de conteúdo em formato de vídeo e qualquer link que se encontre dentro deste website terá a responsabilidade das pessoas e/ou entidades que os representam.

Web Design, Alojamento Web e Programação
DSGDROPS®