Próximo jogo: Tondela vs FC Porto referente à 23.ª jornada da Liga sexta-feira dia 22 ás 21h15, no Estádio João Cardoso
Bem vindo Dragão, 23 de Fevereiro de 2019

Raça Dragão

Notícias Raça Dragão

O FC Porto empatou diante do Moreirense (1-1) em Moreira de Cónegos para 21.ª jornada da Liga NOS 18/19

Adicionado em: 08 de Fevereiro de 2019 // Fonte: FC Porto

Imagem



O FC Porto empatou esta sexta-feira diante do Moreirense (1-1), em Moreira de Cónegos, no jogo que abriu a 21.ª jornada da Liga NOS. Teixeira (79m) marcou para os cónegos e Herrera (90m+2) assinou o golo dos Dragões, que passam a somar 51 pontos. Aconteça o que acontecer no resto da ronda, os azuis e brancos vão terminá-la na liderança isolada do campeonato.

Não faltou animação à primeira parte do Moreirense-FC Porto, sempre com os Dragões a assumirem uma postura autoritária e com os olhos postos na baliza de Jhonatan. Logo aos quatro minutos, Soares recebeu a bola na área, em zona central, mas falhou o remate de pé esquerdo. Na resposta, Chiquinho atirou ao lado naquela que foi a primeira ameaça dos anfitriões (6m). Não estavam jogados ainda 20 minutos e o FC Porto já tinha rematado cinco vezes, mas estava difícil encontrar um caminho para as redes contrárias.

O quinto lugar do Moreirense não é obra do acaso e a equipa de Moreira de Cónegos nunca deixou de tentar surpreender, tendo ficado perto de o fazer se Casillas não tivesse saído bem aos pés de Heriberto (36m). Do outro lado, Soares esteve quase a assinar um golaço, mas o remate de calcanhar acertou em cheio no corpo de Jhonatan, que ainda viu Óliver atirar às malhas laterais no derradeiro lance do primeiro tempo (45m+1). Apesar do maior ascendente azul e branco, o coletivo portista não logrou desfazer o nulo antes do intervalo.

A segunda parte foi diferente da primeira e o FC Porto sentiu mais dificuldades para contrariar a organização defensiva do Moreirense, que chegou à vantagem como um golo caído do céu: na sequência de um canto, Halliche cabeceou à trave e a bola foi parar aos pés de Teixeira, que não se fez rogado (79m). Obrigados a correr atrás do prejuízo, os campeões nacionais chegaram ao empate já em período de compensação, com Herrera a responder afirmativamente a uma excelente solicitação de Otávio nas costas da defesa (90m+2).

O período de compensação teve muito que se lhe diga, com Jorge Sousa a fazer vista grossa a uma falta clara de Halliche sobre André Pereira em cima da área, que originaria um livre perigoso (90m+4). O jogo esteve parado para ser prestada assistência a André Pereira e Halliche e, no reatamento, naquele que foi verdadeiramente o último lance, Jhonatan voou para negar a Fernando Andrade a reviravolta no marcador (90m+10). Se há defesas que valem pontos, esta foi uma delas.

Sérgio Conceição valorizou a quantidade de oportunidades do FC Porto após o empate no reduto do Moreirense (1-1), a contar para a 21.ª jornada da Liga.

Falta de eficácia
Fizemos uma primeira parte de grande nível. Houve apenas uma defesa do Iker na primeira parte, nós tivemos algumas situações dentro da grande área que foram claras. Tivemos ocasiões para ir para o intervalo com vantagem no marcador. Na segunda parte, não entramos tão bem no jogo, permitimos ao Moreirense sair com algum perigo. Sofremos o golo através de uma situação de bola parada e, depois, continuamos à procura do golo. Fizemos o empate, tivemos mais uma ou outra oportunidade para sairmos daqui vencedores. Estamos a atravessar um momento no qual criamos, chegamos à baliza, mas não conseguimos meter a bola dentr. A diferença está na eficácia.

Mudança tática
Tivemos algumas situações de posse de bola muito interessantes. O Óliver apareceu muitas vezes em zonas que normalmente não aparece, o Héctor também. Fizemos todos os jogos da Liga dos Campeões a jogar no 4-3-3, não houve problema nesses encontros, até porque fizemos uma fase de grupos fantástica. É apenas um momento, no qual criámos imensas situações de golo e não concretizámos. Ficaria bastante preocupado se não conseguíssemos impor um volume de jogo ofensivo interessante como temos tido. Agora, o futebol faz-se de golos e o resultado no final tem haver com isso.

Mérito pelo trabalho coletivo
Trabalhamos e refletimos sempre sobre as coisas que não são tão positivas no jogo. Somos o FC Porto, somos um clube vencedor. No ano passado estávamos à frente quase a época toda, passámos para trás quando faltava dois meses para terminar a temporada, voltámos a colocar-nos na frente e, no final, fomos campeões. No final, veremos onde vamos estar. A minha convicção é que estaremos na frente..

Arbitragem de Jorge Sousa
Não falo mais de arbitragem até ao final da época.



PARTILHAR PÁGINA

Raça Dragão - A vencer desde 1893 © 2017/2018
2+ Anos a oferecer conteúdos Portistas
Todos os direitos reservados

Nenhuma parte das publicações deste website podem ser reproduzidas, distribuídas ou transmitidas em todas as formas usando qualquer tipo de meio, incluíndo fotocópias, gravações ou outro tipo de uso electrónico, sem que para isso exista uma permissão por escrito dos donos desta plataforma, excepto em alguns casos de partilha permitida não comercial. Todos os dados desta plataforma estão protegidos pelas actuais leis em vigor. O Raça Dragão não aloja nenhum tipo de conteúdo em formato de vídeo e qualquer link que se encontre dentro deste website terá a responsabilidade das pessoas e/ou entidades que os representam.

Web Design, Alojamento Web e Programação
DSGDROPS®