Próximo jogo: Tondela vs FC Porto referente à 23.ª jornada da Liga sexta-feira dia 22 ás 21h15, no Estádio João Cardoso
Bem vindo Dragão, 23 de Fevereiro de 2019

Raça Dragão

Notícias Raça Dragão

Sérgio Conceição fez a antevisão do FC Porto e o Moreirense, referente à 21.ª jornada da Liga 2018/19

Adicionado em: 07 de Fevereiro de 2019 // Fonte: FC Porto

Imagem



Sérgio Conceição projeta um jogo difícil em Moreira de Cónegos e manifesta confiança no processo da equipa. Sérgio Conceição fez esta quinta-feira a antevisão do jogo entre o FC Porto e o Moreirense, referente à 21.ª jornada da Liga 2018/19. Em conferência de imprensa realizada no Olival, o treinador perspetivou um jogo difícil em Moreira de Cónegos.

O técnico garantiu que o FC Porto continuará a apostar na profundidade com uma das suas armas, mesmo perante a ausência de Marega, e manifestou confiança no processo da equipa. A jogar como jogou em Guimarães, os Dragões irão vencer muitos jogos, segundo Sérgio Conceição.

Um adversário diferente
Esperamos um jogo difícil contra talvez a equipa revelação deste campeonato, uma equipa bem orientada, com jogadores muito interessantes, até com capacidade para jogar noutros patamares. Coletivamente tem uma dinâmica interessante, com bons princípios. Espera-nos um jogo difícil, à espera de tantos outros. É um adversário diferente do último, num campo diferente e com um ambiente diferente. Temos de preparar a melhor estratégia para ir a Moreira de Cónegos e ganhar o jogo.

Jogar sem Marega
Sem o Marega pode mudar um bocadinho, entrando outro jogador, seja num sistema de 4x3x3 ou 4x4x2. Vamos ver. Não vou dizer o que preparámos. Há a possibilidade de meter mais um homem no setor intermediário ou continuar com dois na frente. Temos soluções e amanhã apresentaremos o onze mais forte para ganhar os três pontos. O Marega é um grandíssimo jogador e fez ano e meio de grande nível, mas recordo que perdemos o Aboubakar no início da época e ninguém falou da ausência do Aboubakar. Há um momento da época em que perdemos também o Soares. Tivemos muito tempo a jogar só com um avançado e não foi por isso que não conseguimos fazer um trajeto na Liga dos Campeões acima da media. O Marega é talvez o jogador mais forte que já treinei nas transições, mas temos de encontrar soluções dentro da equipa e passará sempre pelo coletivo colmatar a ausência de um elemento tão importante.

Sem abdicar da profundidade
De uma forma geral, quero que a equipa explore muito bem a largura, que explore muito bem a profundidade, que tenha capacidade no jogo interior. Os jogadores podem ser diferentes mas os princípios estão lá. A tal profundidade pode ser dada pelo avançado mas também pelos laterais, por exemplo. Lembro-me de lances em que isso aconteceu com o Alex Telles. Há jogadores de setores diferentes que podem aparecer nessas zonas para explorar a profundidade. Vamos continuar a explorar a profundidade, mas com jogadores diferentes.

Foco em Moreira de Cónegos
Nos últimos jogos o FC Porto não tem sido muito feliz em Moreira de Cónegos. Há o risco normal de um jogo difícil do campeonato e não pensaremos em nada a não ser no jogo que teremos amanhã.

Comportamentos pouco corretos
Algumas situações que nos acontecem, por vezes passam despercebidas aos adeptos e aos jornalistas. Não estão a ver, por exemplo, se o apanha-bolas dá a bola na mão ou coloca a bola no chão. Nós vemos alguns comportamentos que não são os mais corretos. Existem também as reposições de bola do guarda-redes, as vezes em que o staff médico entra em campo. Acho que não houve nenhuma equipa contra o Vitória que conseguiu criar seis ou sete oportunidades claras. Criar isso é próprio da nossa equipa, pela intensidade que colocamos no jogo, mas essa intensidade não tem a ver com não saber ter bola. Nesse jogo por exemplo tivemos 70 por cento de posse de bola. Aquilo que vejo é que os adversários por vezes alterando a identidade da equipa.

À espera de um Moreirense positivo
O Moreirense está em quinto lugar e de certeza que isso não é porque perde tempo de jogo. É uma equipa super positiva, fiel à sua identidade, que passa por jogar e por ir à procura da baliza adversária.

Dois jogos de castigo a Jesús Corona na Liga dos Campeões
Eles devem ler os pensamentos dos jogadores, o que é que quer que lhe diga? Está disponível para amanhã, isso é que nos importa. A nossa Liga dos Campeões é amanhã.

Confiança no processo
Estávamos a cinco, neste momento estamos a três pontos. Perdemos pontos importantes, mas a jogar desta forma vamos ganhar muitas vezes e ganhar os jogos necessários, estamos convictos, para sermos campeões no final da época.

Dez brasileiros no plantel
Sinceramente nem sabia que não havia tantos brasileiros, normalmente não estou atento à nacionalidade, à cor da pele, se gosta de ver filmes ou jogar Playstation. O que vejo é como ele é como pessoa, o seu caráter. Se é brasileiro, português, africano, não importa. Não diferencio o jogador pela sua nacionalidade. Quero é bons jogadores.



PARTILHAR PÁGINA

Raça Dragão - A vencer desde 1893 © 2017/2018
2+ Anos a oferecer conteúdos Portistas
Todos os direitos reservados

Nenhuma parte das publicações deste website podem ser reproduzidas, distribuídas ou transmitidas em todas as formas usando qualquer tipo de meio, incluíndo fotocópias, gravações ou outro tipo de uso electrónico, sem que para isso exista uma permissão por escrito dos donos desta plataforma, excepto em alguns casos de partilha permitida não comercial. Todos os dados desta plataforma estão protegidos pelas actuais leis em vigor. O Raça Dragão não aloja nenhum tipo de conteúdo em formato de vídeo e qualquer link que se encontre dentro deste website terá a responsabilidade das pessoas e/ou entidades que os representam.

Web Design, Alojamento Web e Programação
DSGDROPS®